segunda-feira, 17 de setembro de 2012

EFEITOS BIOFÍSICOS TERMICAMENTE INDUZIDOS PELA RADIOFREQUÊNCIA


EFEITOS PRIMÁRIOS

Termocontração do colágeno

A capacidade de retração do colágeno com a energia térmica não é um conceito novo na área médica. As fibras de colágeno são constituídas por uma tripla hélice de proteína com potes intercadeias criando uma estrutura cristalina. Estudos indicam que as fibrilas de colágeno, quando é aquecida a uma temperatura correta por um determinado tempo, devido à quebra das pontes de hidrogênio intramolecular, podem induzir a imediata contração do tecido e seu espessamento.

A temperatura entre 57-61°C é frequentemente citada como a temperatura de retração do colágeno. Este conceito é extremamente atraente se puder ocorrer com mínimo ou mesmo sem nenhum dano epidérmico. A contração imediata do colágeno pode ser induzida por razões estéticas como rejuvenescimento, tratamento de flacidez de pele ou outros sinais de envelhecimento no rosto ou corpo via Hooke. O sucesso do tratamento ocorre quando a temperatura superficial é uniforme e em torno de 40 a 42°C.

EFEITOS SECUNDÁRIOS
Síntese de colágeno e remodelagem tecidual

Uma lesão térmica controlada pode resultar numa retração tecidual seguida por uma resposta inflamatória acompanhada pela migração de macrófagos e fibroblastos para o local tratado com consequente remodelagem tecidual. O tratamento com a radiofrequência Hooke promove o disparo de uma cascata de sinalização envolvendo mediadores do processo de reparo e regeneração tecidual que envolve a produção de fatores de crescimento e outras proteínas estruturais. A ativação de fibroblastos induz a síntese natural de novas fibras de colágeno (neocolanogênese) e de fibras elásticas (neoelastogênese). Esse processo de cicatrização secundária envolve a deposição e remodelação do colágeno assim como da elastina e pode perdurar por meses.

VANTAGENS DO TRATAMENTO COM RADIOFREQUÊNCIA

• Pode ser aplicada em qualquer fototipo de pele.

• Apresenta baixo risco de complicações.

• Baixo custo operacional.

• Aquecimento homogêneo.

• Praticamente indolor.
 

INDICAÇÕES CLÍNICAS

• Rejuvenescimento e tencionamento da pele.

• Redução de celulite.

• Redução de gordura localizada.

• Melhora na aparência das cicatrizes.

• Tratamento da flacidez pós-lipoaspiração.

• Tratamento de cicatrizes de acne.

• Tratamento de estrias.

CUIDADOS E CONTRA-INDICAÇÕES COM O USO DE RADIOFREQUÊNCIA

Em todos estes anos um grande número de contra-indicações para a terapia com radiofrequência foi identificado. Alguns estão claramente documentados, outros são baseados em suposições. Outros ainda dependem da dosagem ou da localização. Por estas razões, as contra indicações são divididas em:

CONTRA INDICAÇÕES ABSOLUTAS

Tumores malignos - embora algumas publicações mencionem a possibilidade do uso de radiofrequência, deve-se destacar que estas teorias foram baseadas em experiências com animais e que até que sejam provados ao contrário, os tumores malignos devem ser considerados como contra indicação absoluta. Isto é devido à possibilidade da radiofrequência aumentar a atividade de mitose das células tumorais.

Dispositivo eletrônico implantado - recomenda-se que um paciente com um dispositivo eletrônico implantado (ex.: marca passo cardíaco) não seja sujeito à radiofrequência, a menos que uma opinião medica especializada tenha sido anteriormente obtida.

Aparelhos auditivos - aparelhos auditivos devem ser retirados. Se submetidos à radiofrequência, os a-parelhos auditivos podem sofrer irregularidades no funcionamento. As pessoas portadoras de marca-passo e aparelhos auditivos, portanto, não devem permanecer nas vizinhanças do equipamento de ra-diofrequência quando ligados.

Gravidez - em vista da rápida divisão do tecido embrionário e do fornecimento de sangue à placenta, não é aconselhável tratar gestantes com radiofrequência. As mesmas devem permanecer a uma distância mínima de 15 metros do gerador.

Tuberculose - com certas formas de tuberculose, o aquecimento no tecido profundo pode causar uma grande diminuição no número de leucócitos.

Febre – o uso da radiofrequência com febre, pode de aumentar mais ainda o metabolismo. Isto poderia causar aumento ainda maior da temperatura, levando à hipertermia.

Artrite reumatóide - pesquisadores relatam que aquecimento profundo nas articulações acometidas pode aumentar a atividade de enzimas e induzir a degradação da cartilagem articular.

Uso recente de isotretinoína (inferior a um ano) - o uso de isotretinoína para o tratamento da acne vulgar induz a uma intensa renovação da epiderme deixando a pele altamente sensibilizada. A aplicação de radiofrequência pode induzir a alterações cutâneas severas.

Sobre materiais preenchedores da derme - o uso de radiofrequência sobre locais submetidos a preen-chimentos da derme podem induzir a reações adversas.

Pele irritada ou com condições adversas - a aplicação da radiofrequência deve ocorrer somente sobre a pele íntegra.

CONTRA INDICAÇÕES RELATIVAS

Metais implantados - os metais concentram energia eletromagnética. Para impedir possíveis concentrações de energia ao redor do implante e os perigos daí resultantes (queimaduras) a aplicação de radiofrequência deveria ser usada somente se as indicações forem mais importantes que possíveis efeitos adversos.

Doenças crônicas sistêmicas - (diabetes, hipertensão, doença arterial coronária, insuficiência renal, etc.). O uso da radiofrequência concomitante a doenças sistêmicas descompensadas pode induzir efei-tos adversos.

Alterações de sensibilidade - a aplicação de radiofrequência deve ser usada com precaução sobre zonas com alterações sensoriais. Necessita-se de especial cuidado também para pacientes debilitados, uma vez que a dosimetria depende em grande parte da sensação de calor sentida por parte do paciente. A dor é um indicativo de que se está produzindo calor excessivo.

Remoção de lentes de contato - existem indícios de que pode aparecer um aquecimento localizado se o olho dotado de lentes de contato for exposto a radiofrequência.

Tecidos isquêmicos - deve-se evitar o tratamento sobre tecidos isquêmicos, pois o aumento da demanda metabólica não pode ser satisfeito com uma resposta vascular correspondente, podendo aparecer como consequência dor e necrose.

CUIDADO IMPORTANTE

Risco de queimadura - O Hooke é um equipamento de radiofrequência de alta tecnologia para aplicações médicas, estéticas e cosméticas e pode causar lesões térmicas na pele no caso do uso de energia excessiva. Isso pode ocorrer caso o operador não siga corretamente as instruções contidas nestas ins-truções de uso como, por exemplo, aplicação de energia muito alta ou se o usuário mantiver o aplicador parado no mesmo ponto. Em caso de queimadura, esta deve ser tratada de maneira convencional.
 
Não faça uso de radiofrequência em qualquer lugar. Saiba que existe um número máximo de uso por mês e é aconselhável não fazer uso com menos de 15 dias. Consulte um médico ou profissional capacitado, pois o excesso pode ser nocivo para sua saúde

2 comentários:

  1. Gosto muito dos seus posts, sempre aprendo mais com eles. Sucesso!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada! Caso tenha alguma curiosidade sobre algum assunto, faça sugestão. Procuro sempre colocar artigos que tenham comprovações científicas para que usuários de tratamentos façam com segurança. É preciso evitar EVENTOS ADVERSOS. É necessário sermos mais verdadeiros com nossos clientes.

    ResponderExcluir